5 de jun de 2011

Eu-lírico perdido.

Agora eu vejo que a vítima, na verdade era a vilã,que com um jeitinho teatral,dominou a todos,escolhendo um bichinho de estimação fazendo o  sofrer, até implorar pela morte.Eu que pensei que essa história,onde ainda estamos descobrindo os personagens havia acabado,ainda só está no começo.
__

Cansei de levantar o ego,de uma pessoa que pensa ser alguém,fui muito má esse tempo todo.Agora vem o remorso de fazer um gato acreditar que era um tigre.

Cressida?

Caridade

Sabe uma coisa que eu adoro fazer!?
Caridade!
Há pessoas tão miseráveis e de baixa estima que me dá pena!
É aí que a Lupe entra,se fingindo de coitada para levantar o ânimo do povo!
E sabe de uma coisa? Isso funciona!
Deixo a pessoa pisar em mim!
Mas é por caridade,só para alegrar,e fazer a pessoa,''pensar'' que é alguém nessa vida!
Ah! Eu vou para o céu!!!

Lupe☾