7 de abr de 2011

A TRISTE HISTÓRIA DA COR SEM NOME.

Estava pensando... (OH!)
Existe uma cor,que não possui nome próprio.
Ela é dependente de outras coisas para ser caracterizada.
Há as cores: 
AZUL,VERMELHO,AMARELO,PRETO,BRANCO,ROXO...e a coitada da 
COR-DE-LARANJA ou COR-DE-ABÓBORA.
Perceberam?Ela depende da laranja e da abóbora,para que todos saibam que cor é!
Ninguém fala : 

-Minha calça é cor-de-mar
-Meu caderno é cor-de-tomate.
-Meu lápis é cor-de-grama

Poxa vida... coitada "daquela" cor!
Alguém sugere um nome para ela?
Vamos nos unir,e nomear,aquela cor que está tão presente em nosso dia!
\õ/

O que o sono não faz ... ¬¬


Lupe☾

4 de abr de 2011

LÍNGUA PORTUGUESA

Esses dias me perguntaram,por que eu prefiro Língua Portuguesa ao invés de Matemática,na hora eu não soube me expressar como eu queria,mas depois,conclui que não prefiro as exatas,pois elas têm pontos finais,depois disso acabou e ponto (.) Por sua vez,a Língua Portuguesa,nunca tem um ponto final definitivo,ela possui vírgulas(,),as reticências(...), exclamações (!),as teimosas interrogações (?)...etcetera.

Em nossa vida,assim como na Língua Portuguesa,nada é exato,nada tem ponto final,nada tem fim,nada é certo e nada é errado,onde o ponto(.) de vista,depende da vista de cada ponto(.)
Eu sou o que sou em língua portuguesa,Eu penso o que penso em língua portuguesa,Eu sinto o que sinto em língua portuguesa.

Lupe☾